domingo, 11 de março de 2012

Os Vinhos Sandalford - Australia











E quanto à degustação, meu "amado mestre" André Monteiro, contou um pouco sobre Austrália e as vinícolas, especialmente sobre Sandalford. Depois partimos para a degustação propriamente dita, sobre a qual não posso contar tudo que ele disse, pois não pude anotar já que estava "meio" na cozinha. Porém, posso dizer que os vinhos são MARAVILHOSOS!!! Para o meu gosto, o chardonnay foi surpreendente e o shiraz, divino!
SANDALFORD – Swan Valley

Criada em 1840, maior e mais antiga vinícola familiar do estado de Western Australia, com vinhedos em Margaret River, Frankland, Mount Barker e Swan Valley, onde encontra-se a sede da empresa. Produz 150 mil caixas sob a responsabilidade do enólogo Paul Boulden e mantém mais de 2.500 barricas de carvalho francês e americano. Há 15 anos, Peter Prendiville comprou e investiu mais de seis milhões de dólares em vinhedos, restauração do casarão histórico em Swan Valley, e em turismo vinícola. Ganhou a prestigiada cotação de ‘vinícola 5 estrelas’ de James Halliday no Australian Wine Companion 2008. Em 2009 foi considerada pelo crítico Ray Jordan a “Vinícola do ano” e “Melhor enólogo do ano”, além do “Melhor Shiraz” para o vinho Prendiville Shiraz 2008.


SANDALFORD PREMIUM Chardonnay
SAFRA: 2004
REGIÃO: Margaret River (Austrália Ocidental)
TIPO: Vinho branco, 98% Chardonnay e 2% Semillon
ÁLCOOL: 14,0 %
HISTÓRICO: A safra de 2004 foi marcada por condições quentes e secas. Essas condições levaram à produção de uvas sem doenças, com sabores de frutas maduras e níveis de acidez moderados. A Chardonnay foi colhida mecanicamente no frio da noite durante uma semana no final de fevereiro. Recebeu 93 pontos de Hoon Hooke (AUS) e medalha de bronze no Cairns Show Wine Awards. Em 2009 foi considerada pelo crítico Ray Jordan a “Vinícola do ano” e “Melhor enólogo do ano”, além do “Melhor Shiraz” para o vinho Prendiville Shiraz 2008.
NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Aroma amplo e rico, apresentando figos maduros e tâmaras. Baunilha e “nougat” complementam de forma mais suave o seu bouquet. Não há dúvida que é um vinho encorpado. Todos os aromas de frutas maduras se refletem na boca, amparados pelo tratamento por doze meses em clássico carvalho francês. Sua moderada a alta acidez garantirá a guarda por dez anos. Este é um grande vinho que irá melhorar através do tempo.

SANDALFORD PREMIUM Shiraz

SAFRA: 2004
REGIÃO: Margaret River e Frankland River (Austrália Ocidental)
TIPO: Vinho Tinto, 98,7% Shiraz e 1,3% Cab. Sauvignon
ÁLCOOL: 14,8%
HISTÓRICO: A safra 2004 foi marcada por condições secas e quentes. Além de tudo, foi levemente mais fria do que em 2003, proporcionando leve maturação dos sabores das frutas, com excelente equilíbrio e agradável sensação na boca. As uvas são provenientes de vinhedos de 35 anos. Este vinho recebeu 94 pontos do renomado crítico James Halliday no Australian Wine Companion 2009, 87 pontos de Campbell Mattison, 95 pontos de Ray Jordan em seu “Ray Jordan’s Wine Guide 2008”, medalhas de ouro no National Australia Wine Show 2007, no New Zealand International Wine Show 2007 e no Swan Valley Wine Show, além da medalha de prata no Western Australia Wine Show 2007. Em 2009 foi considerada pelo crítico Ray Jordan a “Vinícola do ano” e “Melhor enólogo do ano”, além do “Melhor Shiraz” para o vinho Prendiville Shiraz 2008.
NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: As frutas das velhas vinhas de Margaret River realmente brilharam neste vinho. O olfato e o paladar são carregados com o super amadurecimento dos sabores das ameixas e amoras pretas e vermelhas.Também aparecem as características tradicionais da legítima Shiraz, com a pimenta picante, canela e anis. Tudo isso é complementado pelo uso criterioso do carvalho e estes componentes evidenciam os sabores de rum, uva-passa, café e notas de chocolate. Tem corpo médio a encorpado, com sedosos taninos suaves e maravilhosa textura balanceada. Estagiou por 15 meses em carvalho americano, sendo 85% em barricas novas e 15% em barricas com um ano de uso. Este vinho foi lançado ao mercado em meados de 2007.
ENVELHECIMENTO: Pode ser consumido agora ou adegado por pelo menos uma década.

SANDALFORD PREMIUM Cabernet Sauvignon

SAFRA: 2004
REGIÃO: Margaret River (Austrália Ocidental)
TIPO: Vinho Tinto, 100% Cabernet Sauvignon
ÁLCOOL:14,6 %
HISTÓRICO: A safra 2004 foi marcada por condições secas e quentes. Além de tudo, foi levemente mais fria do que em 2003, proporcionando leve maturação dos sabores das frutas, com excelente equilíbrio e agradável sensação de boca. O vinho passou por uma longa fermentação antes do processo de maceração e compressão. Depois de uma fermentação malolática o vinho foi transferido para o melhor carvalho francês que o dinheiro pode comprar. Este vinho recebeu 94 pontos do influente crítico James Halliday e a medalha de ouro no Royal Melbourne Wine Show 2006, medalha de bronze nos eventos Japan Wine Challenge 2006 e Swan Valley Wine Show 2006. Ganhou outros 91 pontos de Huon Hooke da Australian Gourmet Traveller Wine e 4 estrelas e ½ na publicação Winestate Magazine. Em 2009 foi considerada pelo crítico Ray Jordan a “Vinícola do ano” e “Melhor enólogo do ano”, além do “Melhor Shiraz” para o vinho Prendiville Shiraz 2008.
NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: De intensa cor vermelho-rubi com alos vermelho-tijolo. Bouquet de cerejas escuras, chão molhado de floresta. O vinho mostra frescor clássico de amoras escuras e nuanças do solo molhado da floresta, tão típicas da grandiosa Margaret River Cabernet Sauvignon. O paladar é encorpado, com sabores variados de frutas sedosas, notas de caixa de charuto de carvalho francês. É um vinho equilibrado, ao nariz apresenta fortes aromas de amoras pretas e notas de carvalho. O final amadeirado é discreto, adicionando estrutura. Foram utilizados 50% de carvalho novo e 50% de carvalho com um ano de envelhecimento. Passou pelos processos de mistura, clarificação e uma filtragem mínima, ocorrida depois de 12 meses de descanso em carvalho francês.
ENVELHECIMENTO: Pode ser tomado agora ou aguardar por quinze anos.
Fonte: kmm vinhos

Por hoje é só! Amanhã eu conto sobre o vinho do jantar e os pratos que foram servidos, ok?



  

2 comentários:

  1. Esse seu mestre sabe das coisas.
    João Luis

    ResponderExcluir
  2. Bela degusta, hein?
    Tony

    ResponderExcluir