segunda-feira, 23 de julho de 2012

Brasato al Barolo


Bem, esse foi o prato principal do jantar da nossa confraria na sexta-feira passada.
O Brasato al Barolo, receita clássica do Piemonte, recebe esse nome porque é feito tradicionalmente com esse tinto encorpado e espetacular.
Como diria Saul Galvão, infelizmente, isso aqui seria um exagero, pois esse vinho é muito caro. Mas é bom usar um vinho de bom corpo, como um Bonarda, um Malbec (Argentina); um Merlot nacional e outros do mesmo calibre.
Trata-se de uma espécie de rosbife cozido no vinho tinto, que fica ótimo com um purê de batata, polenta, risoto ou uma massa. Na Itália, a carne costuma também ser desfiada e depois usada para rechear ravióli.
Pode ser feito com contrafilé, lagarto, picanha, paleta, mas eu prefiro mesmo, alcatra.
Ingredientes:
(para 20 pessoas)
4 k de miolo de alcatra em peça com 2 kg cada e bem limpa
3 cenouras cortadas em rodelas
3 talos de salsão picado
4 cebolas médias cortadas em cubos
1 buquê de ervas (tomilho, alecrim, manjericão, louro)
3 cravos-da-Índia
5 pimentas-do-reino inteiras
2 garrafas de um bom vinho tinto
1 copo americano de vinho do Porto
200g de bacon em cubos
2 colheres de sopa de azeite
8 dentes de alho picadinho
3 colheres de sopa de extrato de tomate
4 colheres de sopa de farinha de trigo
1,5 litro de caldo de carne, frango ou legumes
Sal a gosto

Preparo
Marine a carne com a cenoura, a cebola, o salsão, as ervas, cravos, pimentas e os vinhos por 6 horas no mínimo.
Em uma panela grande de fundo mais grosso, frite os cubos de bacon com o azeite até a gordura derreter e começar a dourar.
Retire as peças de carne da marinada, seque com papel toalha e coloque-as inteiras na panela, virando para que selem por todos os lados, em contato com o bacon. Quando estiverem bem douradas, retire e reserve.
Coe a marinada reservando todo o líquido e na mesma panela, com o bacon ainda dentro, acrescente o alho picadinho, mexendo por alguns minutinhos. Junte a cebola, o salsão e a cenoura coada da marinada. Deixe refogar por alguns instantes, acrescente um punhado de farinha de trigo, mexa bem e junte o extrato de tomate.
Em seguida, volte as carnes para a panela e adicione os vinhos reservados da marinada. Junte o caldo de carne, o buquê de ervas, as especiarias. Quando começar a ferver abaixe bem o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por 4 horas no mínimo, tomando o cuidado de sempre retirar a espuma que se forma na superfície e de virar a carne para que ela cozinhe por igual. Após o período de cozimento, quando a carne estiver macia, retire da panela e reserve por algum tempo antes de fatiar.
Para finalizar, processe o molho, descartando antes, as ervas, cravos e pimentas. O molho deve ficar bem consistente. Coloque a carne fatiada numa travessa e cubra com o molho. Sirva com polenta mole, arroz branco, risoto, batatas, purê.


5 comentários:

  1. Hum... mas isto só pode ser bom demais, a carne ficou maravilhosa e estou só imaginando o sabor. Espetacular.
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê!Tudo bem? Realmente é maravilhoso e fez um sucesso estrondoso!!!
      Bjs
      Simone

      Excluir
  2. Respostas
    1. Não é mesmo Igor, é uma receita adaptada como acontece com milhares de outras receitas! Experimente, fará o maior sucesso, como faz aqui!
      Um abço e volte sempre!

      Excluir
  3. eu fiz e ficou horroroso.....deixei marinando no vinho e no dia seguinte abri o pote e parecia uma carne de zumbi, meio podre, roxa e com um cheiro bizarro.
    com certeza errei, mas não sei onde.

    ResponderExcluir