segunda-feira, 3 de setembro de 2012

O "Bloc de Foie Gras" com Geleia de Figos e Sauternes

estoudeviagem
Sábado, o jantar foi na casa dos meus amigos Cris e Perci. Eles trouxeram um Bloc de Foie Gras e uma Gelée de Figues para degustarmos juntos, diretinho de Sarlat, na França. A cidade de Sarlat data do século IX e surgiu após a fundação de uma abadia beneditina. A abadia cresceu e no seu entorno nasceu uma cidade que teve seu apogeu nas épocas Medieval e Renascentista.
Em 1962 a cidade foi restaurada após promulgação de uma lei francesa que beneficiou um grupo de cidades chamadas de "mais belas cidades da França". Seu centro histórico também é patrimônio da UNESCO.
Sarlat é famosa pela sua gastronomia, e é especialmente famosa por ser região do foie gras (fígado de ganso ou de pato) e das trufas.

Bloc de Foie Gras 
Um bloco moldado e completamente cozido, feito de 98% ou mais de foie gras; se denominado avec morceaux(com pedaços), pode conter pelo menos 50% de pedaços de foie gras de ganso e 30% de pato.
Além dessas formas de apresentação, existe o pâté e o mousse, feitos de 50% ou mais de foie gras, e o parfait, com 75% ou mais de foie gras, e outras apresentações não definidas em lei.
Formas completamente cozidas são geralmente vendidas em latas de metal ou vidro para conservação por um tempo mais prolongado (4 anos à temperatura ambiente). 
O foie gras com sua textura de fusão é muito utilizado como aperitivo ou como prato de entrada.
Modo de usar:
Depois de colocar o seu foie gras na geladeira 4 horas antes de servir, retire-o, abra a caixa de ambos os lados, sem levantar uma tampa. Você usa a outra para empurrar o foie gras. Esperar alguns minutos, em seguida, separar as partes com a lâmina de corte do próprio bloco de foie gras, ou uma lâmina de faca quente. Coloque-o em um prato e retorne à geladeira até a hora de servir. 
Acompanhamento: O acompanhamento perfeito para o Foie gras é um toque adocicado. O “fig chutney ou gelée", da mesma marca, dão um toque de magia. 
Conselho sommelier: Experimente o Côtes de Bergerac Moelleux - Robertie Castelo. Frutado, alegre e delicado, elegante destaca o foie gras. (fonte: Rougié)
O foie gras in natura e o vinho doce natural de Sauternes transformam goles e garfadas em algo esplendoroso. Difícil é descrever esta sensação macia e aveludada que proporcionam ao paladar. Só quem come entende que a gordura aveludada do fígado não pede acidez, mas uma certa doçura.(fonte: Gula)
Para acompanhar o bloc de foie gras, bebemos um:
Château La Tour-Blanche - é uma pequena propriedade com produção de apenas 4.500 de seu branco delicioso doce de Semillon, Sauvignon Blanc e Muscadelle. Uma das primeiras vinhas a conceder status de Premier Cru, foi somente nos últimos anos que os vinhos começaram a viver de acordo com a classificação.
O fruto é fermentado em 100% de madeira nova utilizando leveduras cultivadas até que é preso com o dióxido de enxofre e de refrigeração. Até 18 meses em barril. A cor é âmbar + dourada, evocativa das folhas da queda no chão da floresta. O nariz não é tão exuberante como a boca, mas os sabores seguem. Isto é muita acidez fresca, conduzido com bom peso ao fruto branco e amarelo. Há notas de especiarias e florais, fermento. O longo final de boca contém pêssegos maduros e um toque de cidra de maçã. (fonte: vineo)
Hummmm!!!!!!!! Não foi dos deuses?
Querido casal: Obrigada!!!!!!!!!!


Um comentário:

  1. Por favor, alguem que tenha um blog pode me explicar esse site? O_o

    www.divulgablog.tk

    É isso mesmo?

    ResponderExcluir