quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Mousse di Formaggio di Capra con Mostarda di Cremona


Mousse
Ingredientes:
2/3 de xícara de água
2 envelopes de gelatina em pó, incolor e sem sabor
1 litro de creme de leite fresco
2 queijos chèvre sem casca, picados (240 g)
1 colher (sopa) de semente de papoula
1/2 colher (sopa) de sal
1/4 de colher (chá) de pimenta-do-reino.
Preparo:
Unte com azeite de oliva uma forma de bolo inglês de 5,5 cm x 11,5 cm x 24 cm. Reserve.
Num refratário pequeno, coloque a água e polvilhe com a gelatina, mexendo com um garfo.
Deixe hidratar por cerca de 5 minutos.
Leve ao fogo médio, em banho-maria, e deixe derreter a gelatina, mexendo de vez em quando, por aproximadamente 3 minutos. Retire do fogo e reserve.
Numa panela média, junte o creme de leite e o queijo, cozinhe em fogo médio, mexendo sempre, até o queijo derreter. Tempere com o sal e a pimenta do reino.
Adicione a gelatina reservada e mexa até obter uma mistura homogênea.
Transfira para a forma preparada, cubra com filme plástico e deixe na geladeira até firmar - cerca de 2 horas. Desenforme num prato e sirva com a Mostarda di Cremona (opcional).
Mostarda di Cremona
Ingredientes:
400 g de frutas glaçadas picadas grosseiramente (pode ser laranja, abacaxi, pera, figo, morango, limão, etc)
1 l de água
320 g de açúcar
1 pimenta dedo-de-moça cortada ao meio
¼ de xícara de mostarda em grãos
Preparo:
Pique as frutas grosseiramente. Numa panela grande em fogo alto, junte a água, o açúcar, a pimenta e os grãos de mostarda. Deixe ferver, mexendo de vez em quando. Quando levantar fervura, pare de mexer e cozinhe até a calda engrossar. Tire do fogo, junte as frutas reservadas e mexa delicadamente Deixe esfriar, passe para uma tigela, cubra com filme plástico e guarde na geladeira por cerca de 6 horas.

Mostarda di Cremona
Um pouco da História: Cremona é uma cidade Lombarda atravessada pelo rio Pó, importante via fluvial usada desde os tempos medievais para o tráfego e o comércio. Está localizada numa área rica e fértil, famosa por suas carnes, frutas, verduras, castanhas e amêndoas. A Mostarda di Cremona nada se parece com nossa mostarda (que na Itália é chamada de Senape). Sua origem remonta aos tempos medievais quando já era usada para acompanhar carnes e queijos. Em 1604 a receita da Mostarda di Cremona aparece no raro livro publicado em Leiga, o autor, Lancelot de Casteau, foi um grande viajante e chef de senhores e príncipes. A origem da palavra Mostarda vem do latim, Mustum Ardens, em francês Moût Ardent (Mosto ardente). Esse produto era feito originalmente com mosto de uva adicionado das sementes moídas de Senapis alba (mostarda) e concentrado por fervura até obter o vigoroso condimento. A clássica Mostarda di Cremona, era feita com mel e mosto de uva, agora é confeccionada com frutas variadas preservadas em xarope e ressaltadas com mostarda em pó, óleo de mostarda ou grãos. Existem na Itália várias mostardas de frutas, no Piemonte, no Véneto, na Emilia Romagna, mas a mais conhecida e famosa é, sem dúvida,  a de Cremona que combina maravilhosamente com as carnes e queijos como o gorgonzola, provolone, ementhal, roquefort e os queijos de cabra.


Um comentário:

  1. Você que é lojista ou sacoleira, compre seus folheados A OURO pela internet.
    São brincos, pingentes, gargant., anéis e tudo o que você precisar a um preço
    especial(a partir de 2 reais). Acesse agora mesmo:
    http://www.imagemfolheados.com.br/?a=31181

    ResponderExcluir