segunda-feira, 29 de julho de 2013

Bolo de Limão


Nunca fiquei tanto tempo sem postar uma receita no blog! Foi um mês difícil, cheio de percalços, perdas irreparáveis, situações incompreensíveis... alguns dias amargos, outros bem azedos...
E para retornar, decidi adoçar o azedo, com esse bolo de limão, depois tempero o amargo...quem sabe melhora! 
O bolo, deu muito certo, ficou bom demais, fofinho, levemente adocicado e com um azedinho delicioso!

Ingredientes:
4 ovos
100g de manteiga
2 copos (requeijão) de açúcar
¾ de copo (requeijão) de suco de limão - complete com água filtrada (usei o limão siciliano)
3 copos (requeijão) de farinha de trigo
1 colher de sopa rasa de fermento em pó
Raspas da casca do limão(opcional)

Preparo:
Bata no liquidificador os ovos, a manteiga, o açúcar e o suco de limão.
Retire, coloque numa tigela e peneire a farinha com o fermento, mexa bem.

Coloque numa forma untada e enfarinhada. Salpique as raspas de limão e leve ao forno (200º C) por 35 a 40 minutinhos.

Dica: Experimente com o limão siciliano! E passe um bom café para acompanhar!

terça-feira, 16 de julho de 2013

Xinxim de Galinha

Ingredientes:
3 limões
1 l de água
300 g de gelo
3 colheres (sopa) de sal
2 k de frango cortado em pedaços
3 cebolas grandes
½ xícara de castanha de caju torrada
2 dentes de alho
½ xícara de amendoim torrado
Sal a gosto
1 xícara de coentro picadinho
1 colher de sopa de salsinha picadinha
½ xícara (chá) de gengibre
2 xícaras (chá) de camarão seco descascado
4 pimentas doces
2 xícaras (chá) de água
1 colher (sopa) de azeite de oliva
½ xícara (chá) de azeite-de-dendê
Preparo:
Esprema os limões sem dispensar as cascas. Na água com o gelo, misture o suco dos limões, as cascas e 2 colheres de sal, coloque os pedaços de frango e deixe nessa água por 15 minutos. Escorra, lave em água corrente e reserve. Bata no liquidificador as cebolas, castanhas, o alho, o amendoim, o sal, o coentro, a salsinha, o gengibre, 1 xícara dos camarões, a pimenta e 1 xícara de água. Em uma panela alta, aqueça o azeite de oliva em fogo alto e frite rapidamente os pedaços de frango, em seguida adicione os temperos batidos e a outra xícara de água. Mexa bem e acrescente o resto do camarão. Tampe a panela e deixe cozinhar mexendo de tempos em tempos. Quando o frango estiver quase molinho, acrescente o azeite-de-dendê.
Sirva com o Vatapá.
Imagem do Livro: Cozinha Regional Brasileira

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Acarajé

Ingredientes:
Acarajé
1 k de feijão fradinho limpo, sem casca e sem pele
2 cebolas médias picadas
2 dentes de alho
1 colher de sopa de sal
1 litro de azeite-de-dendê para fritar
Vatapá
400 g de pão amanhecido
1 xícara (chá) de leite de coco
1 xícara (chá) de azeite-de-dendê
1 xícara (chá) de cebola picada
¼ de xícara (chá) de camarões secos inteiros
½ xícara (chá) de camarões secos e moídos
¼ de xícara (chá) de castanha de caju moída
¼ de xícara (chá) de amendoim moído
Sal a gosto
100 g de bacalhau cozido e desfiado
3 xícaras de caldo de peixe (receita aqui)
½ colher (chá) de gengibre ralado
 
Cozinha Regional Brasileira
Preparo:
Acarajé
Numa bacia coloque o feijão com bastante água e deixe de um dia para o outro, o que facilita a retirada das cascas. No dia seguinte lave várias vezes até que a casca se desprenda. Bata aos poucos o feijão, as cebolas, o alho e o sal no liquidificador até obter uma massa lisa. Coloque a massa em um recipiente fundo e bem limpo. Mexa de baixo para cima com uma colher de pau até que a massa fique fofa e dobre de tamanho. Esquente o azeite-de-dendê em uma frigideira grande e mais funda. Molhe uma colher grande na água fria e use-a para moldar bolinhos com a massa. Coloque-os no azeite-de-dendê fervendo para fritar. Sirva o acarajé recheado com o vatapá, pimenta e camarão seco refogado na cebola com azeite-de-dendê e molho vinagrete.
Vatapá
Amoleça o pão levemente no leite de coco e bata no liquidificador. Reserve. Aqueça o azeite-de-dendê e refogue a cebola com os camarões secos inteiros. Acrescente a castanha de caju e o amendoim , os camarões secos moídos e sal, mexendo bem. Em seguida adicione o creme de pão batido, o bacalhau desfiado e o caldo de peixe. Deixe cozinhando em fogo brando, mexendo sempre. Quando estiver soltando da panela, adicione o gengibre, misture rapidamente e retire do fogo. Experimente para verificar se o pão está bem cozido, ou seja, sem o gosto de pão cru.
Dicas:
  • Você pode usar a farinha de feijão fradinho para acarajés (já pronta)
  • Para não queimar o óleo de dendê na hora de fritar, coloque uma cebola inteira com casca na frigideira e deixe-a ali durante a fritura.
  • O vatapá acompanha muito bem xinxim de galinha, arroz branco e moqueca-de-peixe.


Sabor do Brasil : o Acarajé do Convento do Carmo (Pelourinho)

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Sopa de Queijos

Ingredientes:
1 colher de sopa de manteiga integral
1 colher de sopa de azeite
3 dentes de alho picadinhos
½ xícara de champignons em conserva, laminados (80g)
1 litro de leite frio
150 g de queijo mussarela ralado
150 g de queijo parmesão ralado grosso
200 g de fondue de queijo
1 pitada de noz-moscada
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Preparo:
Em uma panela leve a manteiga e o azeite para aquecer. Junte o alho picadinho e deixe fritar sem que doure. Coloque os champignons e mexa por alguns minutinhos. Adicione aos poucos, o leite, os queijos e misture bem, mexendo até que dissolvam. Tempere com a noz-moscada, pimenta-do-reino e sal. Na hora de servir, polvilhe mais queijo parmesão ralado e guarneça com croutons ou torradinhas.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Consommé Básico

De origem francesa, é um caldo fino, concentrado de carne, aves, peixes ou legumes, clarificado, servido geralmente no início da refeição. Em geral é apresentado quente, podendo, entretanto, também ser consumido frio. É servido em recipientes especiais, semelhante a xícaras com duas asas. Pode servir de base para sopas claras, e tmbém pode ser acrescido de creme de leite fresco, gemas ou amido, para tomar uma consistência um pouco menos líquida.
(fonte: Pequeno Dicionário de Gastronomia)
Ingredientes:
500 g de carne bovina moída (patinho)
4 a 6 claras de ovos
2 tomates maduros picados, sem sementes
1 cenoura picadinha
1 cebola picadinha
1 talo de salsão picadinho
1/2 cebola brûlé
1 sachê d’épices
2,5 l de água
Guarnição: 1 cenoura cozida cortada em brunoise ou em qualquer outro formato a gosto
Preparo:
Pique a cenoura, a cebola e o talo de salsão para o mirepoix.  Pique os tomates em pedaços pequenos e uniformes. Prepare o sachet d'épices e reserve. Prepare a cebola brûlé, reserve.
Misture a carne às claras, aos tomates e ao mirepoix, gelados. Adicione a água e misture bem. Leve ao fogo moderado, mexendo ocasionalmente por alguns minutos. Deixe ferver em fogo lento até que se forme um tampão (a proteína coagulada retém as impurezas). Então, não mexa mais. Faça um furo no tampão, adicione a cebola brûlé e o sachet d'épices. Cozinhe por mais 30 a 45 minutos.

Cozinhe a cenoura em água e sal. Coe o consumê com filtro de papel ou um pano de prato, ou ainda um pedaço de étamine (tecido). Ajuste os temperos com sal e pimenta-do-reino e decore com as cenouras cozidas. Sirva a seguir.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Mais um Jantar da Confraria dos Prazeres e o Entrevero

Mais uma semana cheia de eventos... Infelizmente não deu para estar aqui, mas vou contar o nosso último encontro com o grupo do vinho, em detalhes!
Cardápio
Entrada: 
Consommé ( receita logo mais)
Prato Principal: 

Meu "mestre" pediu uma comida encorpada e de inverno como prato principal, como escrevo para ele no clube de vinhos, e lá ele queria um prato do sul, escolhi um prato típico de Santa Catarina, muito apreciado nessa época, o "Entrevero", prato das regiões serranas, conhecido nos três estados, com algumas variações no preparo. Apesar de ser aceito o nome “ENTREVEIRO” como um brasileirismo, o verdadeiro nome é “ENTREVERO”, que tem sua origem na língua espanhola platina e que significa confusão, mistura desordenada. Daí a origem do nome do prato, muito usado na região serrana. O prato leva pinhão, semente da araucária, é uma das iguarias do Sul do Brasil. Geralmente é consumido cozido apenas com água e sal ou assado. Mas tem sido cada vez mais usado na culinária, em saladas, risotos, carnes assadas...
Assim como existem variações nos estados do sul, fiz também a minha versão do "Entrevero" e aqui está a receita:
Ingredientes:
200g de bacon em cubinhos
250g de carne bovina em cubos
250g de carne suína em cubos
300g de linguiça calabresa fininha em rodelas
Azeite de oliva o quanto baste para selar as carnes
500g de pinhões cozidos, descascados e partidos ao meio
2 cebolas grandes picadinhas
2 xícaras de pimentões, amarelo e vermelho, em cubos grandes
4 tomates sem sementes, picados
1 cálice de vinho tinto seco
Salsinha picadinha a gosto
Preparo:
Numa panela grande, comece fritando o bacon em fogo baixo. Depois de frito, retire e reserve. Na gordura que ficou do bacon, sele a carne bovina. Depois de selada, retire e reserve. Siga selando as carnes (suína e calabresa, uma de cada vez). Na mesma panela, em fogo baixo, coloque as cebolas picadinhas até que fiquem transparentes e murchas, acrescente o alho picado e doure por alguns minutinhos. Junte os pimentões cortados e refogue por alguns minutos. Adicione os tomates e mexa, até que comecem a murchar. Coloque as carnes seladas, de volta na panela, mas reserve as linguiças, e agregue aos ingredientes. Verta o vinho e mexa novamente. Espere ferver por uns minutinhos, tempere com o sal, pimenta-do-reino moída na hora e o cominho. Acrescente água fervente suficiente para cozinhar as carnes e torná-las macias. Quando as carnes estiverem no ponto, coloque as linguicinhas e cozinhe por mais alguns minutos. Junte então, o pinhão. Está pronto!
O Entrevero é servido com arroz ou pães e azeite de oliva.
Sobremesa:
Tarte Tatin (receita aqui)